O que não existe no supermercado

Vivemos num mundo marcado pelo consumismo.
Porém, somos mais do que consumidores, somos seres humanos e como tal, pensantes e com sentimentos.
Por isso, a tábua de valores, parece conceito de outrora que sem demora, está a ser rompida, corrompida e destruída.
Cada vez há menos tempo para a transmissão de valores, como o respeito, a integridade, a sensibilidade e o bom senso.
Os valores são subvertidos, controvertidos, vindo ao de cima o sentido mais básico e primário que o ser humano tem, que é o sentido da inveja e a soberba, a avareza e a luxuria.
O sentido de salve-se que puder está cada vez mais em voga, não é uma questão de moda, parece que veio de forma vincada e infelizmente para ficar.
Então, temos três alternativas:
1º Podemos embarcar alegremente nessa corrente, desumanizando-nos e pouco a pouco, tornarmo-nos selvagens.
2º Podemos passar ao lado de toda esta questão, subvalorizando a mesma, até que a nossa inação, um dia como castigo nos bata à porta sem estarmos preparados para tal
3º Começar seriamente a pensar que não é só de bens económicos (bens de mercado) que o mundo gira, mas sim e acima de tudo, devem ser os valores a pautar a dinâmica, cabendo-nos a nós enquanto pensantes, mudar o nosso agir, pensar e sentir.
Não será a terceira opção a mais sensata?
***
Artigos do mesmo autor:
COVI19 – O Terror

Nasceu em Wuhan na China,
E a ninguém fascina,
Até porque tem como sorte,
Levar sem piedade à morte,
De forma dura e repentina.

Tem longo tempo de vida,
E facilmente se propaga,
Deixa a pessoa abatida,
Leva a situação amarga.

Sim, pode levar à morte,
Muitos a têm como sorte,
O COVI 19,
Qualquer um demove.

Sem apelo nem piedade,
Espalha o terror,
Por muito cuidado e racionalidade,
É difícil contra ele nos impor.

Sim, essa é a meta,
Esse é o objetivo,
Temos de ter,
Sem nos deixar esmorecer,
Esse pensamento vivo.

 

Augusto Filipe Gonçalves, jurista, licenciado em direito, pós graduado em ciências forenses, investigação Criminal e Comportamento Desviante e Mestre em Ciências Jurídicas, Internacionais e Europeias. Autor do Livro: Sofia, A Visão Poético Filosófica (Edição Vision Libraries)

Deixe uma resposta

*