Conservadores da Igreja Católica atacam Sínodo da Amazónia

Católicos conservadores dizem que sínodo é um atentado a ‘diversas soberanias nacionais’ e que bispos querem confinar índios em ‘zoológicos humanos’.

Grupos repudiam a

Grupos repudiam a “utopia comuno-tribalista” de antropólogos neo-marxistas dentro da Igreja. (Vincenzo Pinto/AFP)

Insatisfeitos com o tom adoptado pelos organizadores do Sínodo da Amazónia, representantes de grupos conservadores ligados à Igreja Católica vão realizar nos dias 4 e 5 de outubro, em Roma, um encontro para contestar a abordagem sobre a questão ambiental. Sectores católicos questionam o que classificam como tentativas de interferência em “soberanias nacionais” e criticam o endosso a políticas ambientais que privariam a população da região amazónica do desenvolvimento.

Deixe uma resposta

*