Não se ama alguém que não ouve a mesma canção

Ora cá estamos no tão publicitado Dia dos Namorados, o que me fez pensar “O que é preciso para se amar uma pessoa? Ou o que é que nos faz apaixonar por uma pessoa?”.  Todos falam de critérios típicos: admiração, atração física, amizade, atenção e uma série de substantivos começados por “C”. E todos se esquecem de um dos critérios essenciais: ouvir a mesma canção.

Se é verdade que os opostos se atraem, vale a pena ir espreitar as playlists de ambos. Será que são assim tão opostos?

É certo que num casal há diferenças e que essas devem ser toleradas. Mas imaginam-se a viver com uma pessoa que não ouve a mesma canção?

Que espécie de casal será esse que não consegue dedicar uma música um ao outro porque não encontram algo de que ambos gostem?

Como é possível fazer uma viagem de carro sem estarem de acordo na música que passa no rádio? Ou quantos CDs terão eles no carro para que os gostos de ambos fiquem satisfeitos de cada vez que um conduz?

Os banhos em conjunto nunca poderão ter uma música de ambiente ou então têm de agradar a um de cada vez.

E os festivais de verão? Fazem o frete de acompanhar o outro ao (nome do patrocinador) Beach Party quando na verdade sonham com um Paredes de Coura? Fingem que não conhecem a sua cara metade quando estão numa festa com música tradicional portuguesa ou pimba?

Pois é Caro Leitor, neste momento deve te ter passado pela cabeça que devias ter pensado nisto antes, não é?

Mas se por acaso és daqueles que ainda não tem cara metade, certifica-te que ele/ela ouve a mesma canção antes de dares o próximo passo.

Feliz Dia dos Namorados!

Autor: Flor Que Se Cheire (pseudónimo)

Todos querem uma sociedade justa. Nós lutamos por ela, Ajude-nos com a sua opinião. Se achar que merecemos o seu apoio ASSINE aqui a nossa publicação, decidindo o valor da sua contribuição anual.

Deixe uma resposta

*